Avaliação à distância como oportunidade de transformação ? – Sphere | International School

Avaliação à distância como oportunidade de transformação ?

Quando pensamos em avaliação, quais são nossas primeiras lembranças? Que imagens e sensações são despertadas? De modo geral, a avaliação é associada a notas, medo, erro, vergonha, ansiedade e outros resultados e sentimentos que muitas vezes se sobrepõem às aprendizagens e conquistas por ela inicialmente projetada.

Considerando uma cultura de avaliação com foco em provas, notas, aprovação ou reprovação, ao contrário dos processos que promovem o aprender, podemos considerar o momento atual de aprendizagem à distância como uma oportunidade de transformação. A distância e a necessidade de modelos mais flexíveis de ensino-aprendizagem fazem com que a escola e a sociedade reflitam ainda mais sobre o que vale a pena ser avaliado e como fazê-lo.

Professor passando conteúdo online

A avaliação como oportunidade para aprender já é discutida na literatura educacional há algumas décadas. Mais especificamente, em 1998, os autores Wiliam e Black definiram a avaliação formativa como o conjunto de atividades realizadas por professores e alunos, que promovem informações usadas como feedback para modificar as atividades de ensino-aprendizagem em sala de aula. Nos últimos anos, no entanto, o termo avaliação formativa vêm sendo substituído por avaliação para a aprendizagem.

A avaliação para a aprendizagem pressupõe :

  • Realizar feedback
  • Envolver cada aluno no seu próprio processo de aprendizagem
  • Adequar a instrução a partir dos resultados da avaliação
  • Reconhecer a influência da avaliação na autoestima e motivação do aluno
  • Criar oportunidades para que os alunos se autoavaliem para compreender como podem melhorar.

Como funciona a tecnologia educacional na prática

Escolas Internacionais que seguem os princípios e práticas do IB (International Baccalaureate) compreendem a avaliação como um processo contínuo de coleta, análise, reflexão e ação, realizado a partir das evidências de aprendizagem dos alunos. Um processo que envolve a colaboração entre professores e alunos para monitorar, documentar, medir e reportar as diferentes formas de aprender.  Como resultado, os alunos são constantemente instigados a se questionarem – Como sei que estou progredindo em minha aprendizagem?

Aluna estudando

Para responder a essa pergunta, nas séries iniciais, uma ênfase maior é colocada no processo de monitoramento e documentação, realizada por registros reflexivos do professor. Diários de aprendizagem, documentação fotográfica ou em vídeo e portfolios são diferentes formas de tornar a aprendizagem visível para a comunidade escolar.

Essencialmente, é importante que todos compreendam o que será avaliado e quais critérios e modos serão utilizados para avaliar o aluno. Dessa forma, professores, pais e alunos contribuem para o aprimoramento contínuo dos processos avaliativos.

Na aprendizagem à distância, a colaboração com as famílias é também fundamental para que professores tenham os elementos necessários para a documentação e análise do processo de aprendizagem, especialmente das crianças pequenas. Por esse motivo, a comunicação com os docentes, o envio de atividades, fotos e pequenos vídeos das crianças enquanto realizam suas atividades são maneiras de complementar as observações realizadas nas interações virtuais sincrônicas. Na medida em que adquirem mais independência, essas ações podem ser realizadas pelas próprias crianças e adolescentes.

A coordenadora de programas de avanço da Western Academy of Beijing (WAB), Kelly Pflederer Crysell, recomenda o uso de aplicativos como o Flipgrid, WordPress, Seesaw, Go formative, entre outros, que auxiliam na realização de atividades, coleta e compartilhamento de dados.

Ao dar visibilidade e refletir sobre como está aprendendo e o que deve fazer para atingir seus próximos objetivos, o aluno desenvolve a habilidade de autoregulação, potencializando sua motivação e  engajamento.

Rebeca Anijovich, professora da Universidade de San Andrés e Universidade de Buenos Aires, também compartilha algumas ideias para o momento atual de ensino à distância. Com foco na avaliação para a aprendizagem, ressalta a importância da comunicação, do registro, da orientação e de ouvir as vozes dos alunos.

Em seu depoimento, a Professora Rebeca enfatiza a importância do registro reflexivo do professor para que seja possível aprender e desenhar novos modelos de ensino-aprendizagem. A escola, assim como o aluno, ao documentar e refletir sobre sua prática, possibilita a problematização necessária para implementar movimentos contínuos de melhoria e transformação.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *