Os benefícios do Mindfulness em sala de aula – Sphere | International School

Os benefícios do Mindfulness em sala de aula

Muito tem-se falado em termos de atenção ao bem-estar socioemocional como um dos pilares para a aprendizagem e o desenvolvimento no contexto escolar. No texto dessa semana, trazemos algumas reflexões sobre esses aspectos e como o mindfulness pode ser uma prática poderosa para o estabelecimento da atenção, do foco, da memória e da tomada de decisão, entre outros benefícios.

As funções executivas desempenham papel fundamental no processo cognitivo responsável pelo planejamento e execução das diferentes atividades do nosso cotidiano, o que inclui o raciocínio, a lógica, as estratégias e as tomadas de decisões, além da manutenção de ações permanentes de controle mental. Auxiliam também na manutenção da iniciativa, no estabelecimento de objetivos, no monitoramento de tarefas por meio de autocontrole – sempre revendo as estratégias de acordo com o plano original. Elas são desenvolvidas com mais intensidade nos primeiros anos de vida – de forma gradual durante a infância e adolescência até a fase de adulto jovem – e quando observamos falhas neste desenvolvimento, é comum surgirem problemas envolvendo planejamento, organização, manejo de tempo, memória e controle das emoções. O cotidiano da vida de um indivíduo oferece diferentes desafios ou situações imprevistas que exigem muita habilidade para um manejo adequado, daí a importância de termos as funções executivas bem desenvolvidas.

No mundo agitado de hoje, os alunos estão lutando com as demandas da escola e da vida pessoal. Muitas vezes, eles acabam se sentindo sobrecarregados. Fatores externos, como mídia social, pressão dos colegas e problemas familiares, só pioram as coisas.

Por meio de exercícios simples de conscientização, por exemplo, pela respiração e atenção, observa-se melhorias nas diferentes habilidades envolvendo: planejamento, organização, manejo do tempo, memória de trabalho, metacognição, controle inibitório, iniciação de tarefas, atenção sustentada, velocidade de processamento, flexibilidade,  entre outras, todas envolvendo as funções executivas.

Diferentes estudos revelam que a prática do mindfulness introduzida em programas educacionais é particularmente benéfica, pois além do estímulo a regiões cerebrais que impactam as funções executivas, foi observado que essa prática aumenta os níveis de serotonina no cérebro, o que faz você se sentir mais feliz e positivo, melhora suas habilidades de tomada de decisão e aumenta o desempenho cognitivo, preparando-o para o sucesso. Também melhora a saúde mental geral e alivia os sintomas de ansiedade. Depois de apenas algumas sessões, a maioria dos alunos se sente mais feliz e relaxados. As evidências mostram que a meditação pode reduzir a agressividade entre os jovens e até mesmo afastar a fadiga. Também é uma ótima maneira de impulsionar o sistema imunológico.

A meditação pode ajudar as crianças e jovens a controlar suas emoções e manter a atenção por mais tempo. A meditação é benéfica também para o alívio do estresse. Quando o indivíduo está estressado ou preocupado, os níveis de cortisol aumentam. A meditação ajuda a diminuir esses níveis e melhora a capacidade do corpo de lidar com os sintomas do estresse.

A prática do mindfulness melhora o bem-estar mental, as habilidades acadêmicas e sociais dos alunos. Portanto, pensando no bem estar social, cognitivo e emocional dos alunos, podemos introduzir na rotina de sala de aula o mindfulness como recurso para ajudar a reduzir a ansiedade, melhorar o foco mental e a função cerebral. Também pode melhorar a concentração nas tarefas escolares, a autoconfiança e ajudar o aluno a ter uma visão mais positiva da vida.

Juliana Silva

Professora na Sphere International School desde 2008 e autora dos materiais didáticos da Sphere utilizados no Ensino Fundamental Anos Iniciais. Licenciada em pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina, com especialização na Educação Infantil. Atualmente, trabalha com classe de alfabetização bilíngue (Year 1) e está concluindo sua pós- graduação em Neurociência na Escola pelo Instituto Singularidades.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *